Empresa perdeu 13 milhões de dólares por causa de…uma vírgula

euro

Um grupo de motoristas nos Estados Unidos ganhou um processo que durou três anos, contra a Maine. Em causa estava o pagamento de horas extras, como noticia o New York Times.

Os motoristas argumentaram que a lei do trabalho referente a horas extras era ambígua por causa de uma vírgula em falta. A lei diz que as regras de horas extras não se aplicam a:

“Enlatamento, processamento, conservação, congelação, secagem, comercialização, armazenamento, embalamento ou distribuição de: (1) Produtos agrícolas; (2) Carnes e produtos à base de peixe; e (3) Alimentos perecíveis.”

O problema residia na parte final da frase, “embalamento ou distribuição de”, ficando a dúvida se se referia-se a uma ou duas tarefas.

Segundo o relatório final do juiz, este deu razão aos trabalhadores, alegando que quando existe ambiguidade nas leis do trabalho, o trabalhador deve ser o beneficiado, e não o empregador.

Comentar

Comentários