Futebolistas acusados de organizarem orgias

barça

O polémico Alfons Godall, antigo diretor e vice-presidente do Barcelona entre 2003 e 2010, revelou que Ronaldinho, Deco, Thiago Motta e Maxi López formavam no clube o que se denominou de ‘clã da caipirinha’, responsável por actos de indisciplina, entre os quais se contavam orgias e bullying a jovens dos blaugrana.

Em entrevista à Cadena SER Catalunya, Godall foi confrontado com uma fase de perguntas cuja resposta tinha de ser ‘sim’ ou ‘não’.

Uma delas foi esta: “No Barça de [Frank] Rijkaard [2003 a 2008] havia um clã, ao qual se chamou o ‘clã da caipirinha’, formado por Ronaldinho, Deco, Maxi López e Motta, que se dedicava basicamente a orgias e a fazer bullying a Bojan Krkic. Sim ou não?”. O antigo dirigente disse “sim”.

Noutra fase da entrevista, Godall acabou também por atacar o rival Real Madrid: “O que digo é que o Real Madrid do senhor Florentino Pérez está a ser mais beneficiado atualmente do que o foi no meu tempo. O Barcelona nunca foi favorecido, mas em relação ao Real Madrid vejo essa diferença. Além disso, têm tudo controlado.”

Godall é conhecido por protagonizar algumas situações polémicas. Entre outras está a mais recente, que se ‘propagou’ através da rede social Twitter, na qual desejou que a seleção olímpica de Espanha perdesse todos os jogos no Rio’2016 – na sequência do que já tinha feito em relação a outras equipas nacionais. O economista defende a independência da Catalunha.

Comentar

Comentários