Futebolistas e membro dos Super Dragões presos por corrupção

porto

Cinco futebolistas da II Liga, a maioria do Oriental, e um membro destacado dos Super Dragões, claque do FC Porto, foram esta manhã detidos pela Polícia Judiciária sob suspeita de corrupção desportiva, apurou o CM.  Em causa, mais uma vez, está a viciação de resultados no campeonato com vista a favorecer o sentido das apostas online de empresários asiáticos, que empatam fortunas nas incidências das partidas do segundo escalão do futebol português.

Estes, para garantirem determinados resultados, distribuem dezenas de milhares de euros em subornos por atletas de alguns clubes, através de intermediários. E os atletas jogam para perder. Assim, por corrupção passiva, estão detidos três jogadores do Oriental e um que representou o Penafiel na época passada. Quanto à corrupção ativa, ao distribuírem ‘luvas’ pelos primeiros em nome dos empresários asiáticos, foram presos Bruno Mendes, dos Super Dragões, e um atleta que alinhava no Académico de Viseu e que também funcionou como intermediário.

Esta operação da Unidade de Combate à Corrupção da PJ, com 70 inspetores em mais de 15 buscas, surge na sequência de outra – ‘Jogo Duplo’ -, na última jornada da época passada, em maio, quando foram detidas 15 pessoas pelo mesmo tipo de crimes.

Comentar

Comentários