Atriz sai impune de condução a 221 km/h

halima-abboud

O Ministério Público arquivou o inquérito à condução de um comboio Alfa por uma atriz brasileira, cujo vídeo foi divulgado em 2014 na internet. Nem a mulher – Halima Abboud, que fez o papel de stripper no filme ‘Call Girl’ –, nem o maquinista que alegadamente a convidou para entrar na cabine serão responsabilizados pelo sucedido.

O FACEBOOK APAGOU A PÁGINA ORIGINAL D’O HOMEM INVISÍVEL. SEJA FÃ DA NOVA PÁGINA AQUI

O vídeo, que terá sido filmado em 2011, mostra uma mulher estranha à CP a conduzir um comboio Alfa entre Lisboa e Porto a uma velocidade de 221 km/h. De acordo com o regulamento da CP, esta situação é proibida e constitui uma infração passível de consequências disciplinares ou criminais. Após a divulgação do vídeo, a CP participou o caso às autoridades, alegando dificuldades em apurar qual foi comboio, quem era o maquinista, a data e a hora da viagem.

A investigação do DIAP não encontrou fundamento para avançar com uma acusação e o processo foi arquivado. Por esclarecer ficam os motivos que levaram o maquinista a convidar a atriz para a cabine do Alfa Pendular.

Comentar

Comentários