Maria Leal gera discórdia em discoteca

maria-leal

Estava tudo pronto para uma noite de festa no Urban Beach, em Lisboa, quinta-feira à noite, mas Tiago Lamy, músico esperado para apresentar o disco de estreia com alguns convidados (entre eles Berg e Carolina Deslandes), acabou por cancelar a presença.

Tudo porque não quis ver o seu nome associado a Maria Leal, que iria atuar depois de si e que nas últimas semanas se tornou tão popular quanto polémica, acusada de não saber cantar. “Não senti que fosse justo para mim nem para os músicos que me acompanham… Estes fenómenos prejudicam a música e os músicos em Portugal”, justificou no Facebook.

Ao CM, a Insanity, empresa responsável pela programação do Urban, lamenta o sucedido. “Que fique claro que não fomos nós que cancelámos nada e muito menos escolhemos um artista em detrimento do outro. Isto não é a Meo Arena, é uma discoteca e nós apenas fizemos a programação que entendemos”, explica Miguel Varanda, que avança que a presença de Maria Leal se ficou a dever a um pedido do público, que acha “piada” à cantora.

Comentar

Comentários