Otávio, Benfica e Bruno Carvalho

4

Otávio cobiçado

O médio brasileiro Otávio, que tem estado em evidência no FC Porto, despertou a atenção do Arsenal e Manchester United. De acordo com o Transfer Market, os dois clubes ingleses têm recolhido informações em torno do jovem médio brasileiro, de 21 anos.
O FC Porto estará ao corrente da situação e recentemente renovou com Otávio até 2021 e colocou uma cláusula de rescisão avaliada em 60 milhões de euros. O médio contabiliza dois golos e seis assistência na presente época.

 

Há 5 tipos de benfiquistas

Domingos Soares de Oliveira acompanhou Nuno Gomes e Rui Costa como orador no Web Summit, esta terça-feira. O administrador da SAD do Benfica, responsável pela área financeira, anunciou um projeto segundo o qual serão identificados diferentes níveis de adeptos.

“Estamos a meio de uma transformação à qual chamamos a transformação digital do Benfica. Começámos em julho do ano passado. Estamos a tentar definir diferentes níveis de adeptos”, respondeu Soares de Oliveira quando convidado a explicar como se distingue o benfiquista que acompanha o clube desde Angola daquele que vai à Luz com frequência.

“Diria que temos cinco tipos de benfiquistas. O primeiro é aquele que só está interessado no que se passa no Benfica; o segundo é o adepto; o terceiro é o super adepto; o quarto seria o ‘advocate’; e o último, o maior de todos, seria o que apelidamos de ‘Benfica fan’, alguém que vê tudo o que se relaciona com o nosso clube”, explicou.

O grande objetivo deste projeto passa por tornar todos os adeptos em “Benfica fans”. “Digamos que haveria uma pirâmide através da qual o indivíduo que apenas quer ver o que se passa no Benfica se transforme num adepto, depois num super adepto, até chegar ao topo. Seria o percurso ideal e nós temos as ferramentas digitais para ajudar nesta escalada”.

 

“Ponho as mãos no fogo por Bruno de Carvalho”

Jaime Marta Soares, presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting, saiu em defesa de Bruno de Carvalho na sequência das acusações de tentativa de agressão ao presidente do Arouca, Carlos Pinho, no final do jogo entre as duas equipas, em Alvalade.

«Ponho as mãos no fogo por Bruno de Carvalho. Não é um homem perfeito, é um jovem irreverente e polémico mas de convicções sérias e com honestidade naquilo que faz. Tenho para mim que teve a atitude certa no momento certo, não agiu no sentido de lançar fogo numa fogueira que não acendeu. Não acredito que tivesse tomado qualquer atitude para agredir o presidente do Arouca», afirmou o dirigente, em declarações à Antena 1, recordando o histórico de «situações inqualificáveis» por parte do presidente do Arouca e do filho, Joel Pinho, desde a temporada passada.

Comentar

Comentários