Matou-se por estar solteira e sem filhos

Rachel Gow

Rachel Gow era gira. Rachel Gow tinha um namorado que a amava. Rachel Gow matou-se aos 30 anos por ainda estar solteira e sem filhos. Parece uma piada, mas é verdade. O relatório, citado pelos jornais ingleses Daily Mail e Metro, revelou ainda que os problemas desta funcionária de um hospital começaram em 2011, quando a sua mãe morreu, com 66 anos, vítima de cancro. Rachel Gow tinha uma relação com Anton Tsvarev, de 30 anos, mas vivia com medo que ele a abandonasse.

No dia em que morreu, enviou uma mensagem ao namorado, desejando-lhe “tudo de bom para o teu futuro”. Quando o namorado regressou a casa, encontrou-a caída na sala e ainda tentou reanimá-la, mas sem sucesso. Rachel Gow chegou a afirmar a vários membros da família e ao próprio namorado que a vida não lhe estava a correr como era suposto, que já devia estar casada e com filhos, e que a vida dos irmãos corria melhor que a dela.

Comentar

Comentários