Rapariga de 17 anos foi violada, morta e dada a comer a animais

BrittaneeDrexel_1

Brittanee Drexel, uma jovem de 17 anos, que desapareceu durante a Primavera de 2009 nos Estados Unidos, foi vítima de uma autêntica selvajaria. As autoridades só agora descobriram a verdade após a confissão de Taquan Brown, um homem que neste momento está preso, a cumprir uma pena de 25 anos por homicídio, mas num caso distinto. Brown afirmou ter estado presente nos últimos momentos de vida de Brittanee, pois encontrou-a num esconderijo, que era normalmente usado para esconder armas e drogas. Aí Brown viu o jovem Da’Shaun Taylor, com 16 anos, juntamente com outros homens a violar Brittanee.

Nova página de Facebook d’O Homem Invisível. Clique aqui

 Brown estava a fazer negócios com o pai de Taylor e a jovem quando viu a sua presença tentou dar sinal , mas foi rapidamente puxada para dentro de casa, onde de imediato se ouviram dois tiros. O corpo da jovem nunca foi encontrado, mas segundo algumas testemunhas, viram um corpo a ser despejado numa lagoa repleta de aligátores, em McClellanville. O jovem Taylor, agora com 25 anos, foi preso por um assalto ao McDonald’s, tendo já saído em liberdade condicional. No entanto, após estas novas pistas e declarações de Brown, as autoridades estão a tentar abrir um novo processo para julgar Taylor pelo crime de homicídio de Brittanee Drexel.

Comentar

Comentários