Traficante filma sexo lésbico entre menores

viseu

A PSP de Viseu investigava o jovem há largas semanas por suspeitas de tráfico de droga, atividade que mantinha com grande discrição, mas aquilo que encontrou numa busca à casa onde reside levou a uma investigação por crimes de elevado nível de ilicitude – como pornografia de menores, lenocínio e posse de armas proibidas.

O suspeito foi presente a um juiz em Viseu, que o deixou sair em liberdade mas com várias medidas, entre as quais a proibição de se aproximar de menores de 18 anos. Segundo o CM apurou, o jovem de 21 anos, detido na última semana, procurava sobretudo raparigas oriundas de famílias desestruturadas ou que estivessem institucionalizadas em estabelecimentos de Viseu e Aveiro. Aliciava-as com promessas de que lhes mudava a vida e lhes arranjava trabalho.

De acordo com as provas que a polícia recolheu, quando as apanhava em sua casa, persuadi-as a praticarem sexo entre elas, atos que depois filmava. Foi ainda possível apurar que pelo menos uma das vítimas, uma menor de 17 anos, foi inscrita por ele num site de promoção de prostituição. Uma situação da qual também teria vantagens financeiras, daí ser suspeito do crime de lenocínio. “Apesar de apenas ter 21 anos, é um sujeito já bem entrosado com vários tipos de crime. Conseguiu-se recolher provas importantes que o tribunal já considerou”, adiantou no domingo ao CM fonte ligada ao processo.

Presente a um juiz, saiu em liberdade mas com a proibição de se aproximar de menores de 18 anos e de consultar sites de prostituição ou drogas.

Comentar

Comentários